19 de setembro de 2013

A alegria de ir pro Brasil e a aventura biciclecística

Quero compartilhar aqui a minha alegria: vou pro Brasil em dezembro! Ehhhhh!!! Que feliz! Eu e maridex compramos as nossas passagens ontem. Ele ficará só 2 semanas e eu ficarei quase 2 meses. Se eu ir grávida será lindo demais! Se não, teremos que parar as tentativas por 1 ou 2 ciclos. Mas tudo bem, vale a pena! Vou aproveitar cada minuto com a minha família, minha linda sobrinha Alice e meus amigos. E a Alice está cada dia maior, quero muito vê-la de perto. A cada foto dela que recebo quase choro. É o preço de morar tão longe!

Nesse clima de saudade da Pátria Mãe resolvi ir de bicicleta hoje pra um supermercado brasileiro que fica a cerca de 8 km da minha casa. Uma grande aventura pra mim que sempre ando só no parque que vai direto de casa pro meu trabalho. Hoje peguei ruas movimentadas, trânsito pesado.

A ida foi tranquilo apesar do tráfego. Eu ia toda toda, me sentindo súper "bicicletera profissa" porque já consigo pedalar de calça jeans, não uso mais só calça tactel como eu usava no início. Daí passa por mim uma moça de vestido bem justo, meia calça e bota de cano longo. Ah, um dia ainda vou realizar o sonho de pedalar de vestido e bota. De repente começo a perceber a quantidade de descidas e já me preocupo com a volta, quando serão muitas subidas. Mas resolvo curtir o momento presente sem me preocupar com a volta, o que foi a melhor decisão que eu poderia ter tomado mesmo.

Na volta a pessoa aqui quase morreu nas subidas! Primeiro eu ainda sou fraca no pedal, segundo tinha o peso de todos os produtos brasileiros que comprei. Mas é isso aí, força na peruca! Cheguei a parar um momento pra tomar água e teve uma outra subida que desisti e fui pela calçada andando e empurrando a bike mesmo. Mas agora que cheguei em casa, com o rosto tão vermelho quanto a minha bicicleta, vi o quanto valeu a pena: tenho todos os ingredientes pra feijoada de domingo e pro pão de queijo que servirei de entrada. E temos guaraná também! Oh, delícia!!!

Alegria: Comprinhas que fiz no mercado brasileiro

27 comentários:

  1. Eu sou a desengonçada da bicicleta, então nem me arrisco... 4 dólares por um requeijão??? Isso pq é Tirolez, não é nenhum Poços de Caldas, né... Hehehe! É estranho ver algo custar mais caro aí do que aqui. Boa feijoada, que fique uma delícia (p.s. sou vegetariana, me limito a comer feijão preto, couve e laranja). Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Visão super sônica que você tem, heim, Patrícia?! É, o requeijão cremoso aqui é caro mesmo, e só em supermercado brasileiro. Mas o guaraná achei super barato! Foi $2 a garrafa de 2L.
      Quanto a feijoada, farei a versão vegetariana também, com tofu, linguiça de soja e alguns legumes. Hum... deverá sair boa também!
      Beijos!

      Excluir
  2. Rita! vc vai fazer o pão de queijo from scratch! não posso deixar meu marido ver isso, quando vou no brasileiro daqui volto carregada de Forno de Minas...rsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Debora, eu amo cozinhar e fazer pão de queijo além de ser gostoso e fazer sucesso por aqui, é super fácil! Quer a receita? Posso postar aqui!
      Beijos!

      Excluir
  3. Ai, que bom voltar à pátria amada, né Rita!!!
    Você já deve estar na contagem regressiva! É isso aí! Brasil-sil-sil!
    Bjim!!!
    Sílvia
    http://cademeutempo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sílvia, é bom até demais! Além de ficar com meus familiares eu ainda por cima fujo do inverno rigoroso daqui!
      Beijos

      Excluir
  4. Que legal, vim para o Brasil, ficar perto da família.
    Tudo de bom,
    Essa sua feijoada promete hem?!
    Bjus***

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thalita E o melhor de tudo é que será a primeira feijoada da maioria dos convidados, então eles não terão como comparar com outra, a minha será a melhor de todas formas ;)
      Beijos

      Excluir
  5. Já tô babaaaaando por essa tua feijoada! hahaha! E que felicidade vir aqui pra terrinha, hein? Vai ser lindo mesmo se tu tiver gravidíssima! Beijoooo!

    http://embrevemamae.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será perfeito demais se eu puder passar uma partezinha da minha gravidez no Brasil. Está nas mãos de Deus, e a nossa parte eu e maridex estamos fazendo aqui.
      Beijos, Talita!

      Excluir
  6. Oieee vim agradecer sua visita la no meu cantinho, quero muito agradecer pelas palavras e pelo carinho!!!! Estou te seguindo ta.
    Hummmmm ja vi que a feijuca vai ser das boas hein?!!! #aguanaboca
    Bjus
    http://seraquevousermae.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mima! Espero que você esteja melhor, se sentindo melhor e seja feliz - é pra isso que estamos aqui, para sermos felizes!
      Beijos!

      Excluir
  7. Que legal! Um mercado que só vende coisas brasileiras??
    Viva a globalização!!!
    Espero que vc viaje grávida!!! Vou torcer imagina a surpresa pro marido depois que voltar??rsrsrs
    bjão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Francine, como Massachusetts é o Estado Americano com maior número de brasileiros, então mercado brasileiro é o que mais tem por aqui! Tem um que se chama Pão de Açúcar (mas não é da Rede brasileira Pão de Açúcar) e tem um monte de coisas que eu nunca imaginava encontrar por aqui: ervas pra chá, pequi, chimarrão e penico! Tem um vídeo desse mercado que eu acho demais,olha: http://www.youtube.com/watch?v=8xbyl0DFYyg
      Beijos!

      Excluir
  8. Que delicia, Rita! Tirando a guaraná que eu não curto, acho que ia sentir muita falta das comidinhas tipixamente brasileiras se eu morasse fora!

    Beijao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Laura, eu nem tomo refrigerante (coca cola jamais, há uns 15 anos). No Brasil nunca bebo guaraná, mas aqui me dá um saudosismo tão maluco que eu de vez em quando compro e adoro! Outro dia no mercado brasileiro tive que comer outra coisa que nunca comia no Brasil: coxinha frita. Vai entender!

      Excluir
  9. Feijoada com guaraná é tudo de bom! Vai ser um sucesso esse almoço! E que delícia esse passeio em dezembro! Qual é sua cidade mesmo? Bem vinda de volta!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Naty! Obrigada! Eu sou goiana de nascimento, a minha família toda em Goiânia. Escolhi viver no Quadradinho (Brasília) por mais de 10 anos e tenho o espírito carioca.
      Beijos!

      Excluir
  10. Que maravilha Rita, domingo com feijoada, pão de queijo, guaraná e de brinde viagem ao Brasil marcada, quanta coisa boa...Será que vai rolar mais uma coisa boa até lá???
    Vem Baby!!! Estou na torcida por vc!!!
    Bjokas

    http://elomaterno.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Determinada! Amém, amém, amém!!!

      Excluir
  11. Imagino a felicidade que vc terá de visitar o Brasil em Dezembro e poder curtir a família toda e sobrinha querida!!!Momentos como esse não tem preço!!!! Bjos!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lyanna! A passagem é cara, mas estar junto com os meus por esse tempo vale cada centavo e muito mais!
      Beijos!

      Excluir
  12. Assim que eu puder, por causa da cesárea, penso em pedalar pelas ruas aqui da minah cidade. É muito bom! Acho que vou sofrer pela falta de preparo, maaaaas, tem que começar!

    Menina, o vídeo da técnica que você postou pra acalmar os bebês é mto bom. Fiz algo parecido e a Alice ficou mais quetinha. Só preciso aperfeiçoar, pq logo ela voltou a chorar hahahahaha.bjo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol! Que bom receber notícias suas, menina! Fico muito feliz pelo vídeo ter te ajudado pelo menos um pouquinho. Aqui na Gringolândia geralmente os bebês parecem um charuto ou temaki, todos enroladinhos, e vejo que eles gostam mesmo. Espero que a Alice esteja mais calma, e também que você consiga descansar e se recuperar do parto. Você comentou no seu blog que estava psicologicamente afetada por causa do parto, agora entendo. Mas as coisas não são sempre do jeito que a gente quer: assim é o mundo!
      Beijos!

      Excluir
  13. Tadisacanagi que vc tem tudo isso no mercado dai de Boston! Humpf! Aqui em Lima não tem, e eu dependo de amigos que trazem guaraná, farofa ou coisas mais tipicas. Ok, no Natal tem panetone Bauducco que vendem todos os mercados. Em casa, eu consegui que todos o comam rs. Esses dias meu sogro trouxe calabresa brasileira da amazônia peruana. :) Tô curtindo aqui! :)

    ResponderExcluir
  14. Oi, Jorge! Aqui de fome de produto brasileiro eu não morro não, rs! E sempre que vou no mercado eu faço um estoque, então tenho sempre farinha de mandioca, polvilho e queijo minas curado congelado. Tenho até uma picanha no congelador!
    Beijo!

    ResponderExcluir

Leu? O que achou? Deixe aqui seu comentário, que logo eu respondo. Para ver a resposta não se esqueça de marcar o quadradinho Notifique-me, em baixo.