1 de fevereiro de 2016

Como aprendi a amar minha menstruação

Nem só de maternidade vive um mãe. Então hoje vim aqui pra falar sobre a maior descoberta do ano de 2015 pra mim: o coletor menstrual. Porque coisa boa a gente tem que contar prazamigas!

Depois que pari a Liana fiquei 10 meses sem menstruar e foi maravilhoso não precisar de me preocupar com isso. Mas nesse tempo eu me lembrei dela, e sabia que ela não ficaria pra sempre sem dar as caras. E eu decidi que assim que meu ciclo menstrual voltasse, eu iria continuar trocando fralda só da Liana. Eu não iria mais usar absorvente comum, adotaria o coletor menstrual. Escolhi o Diva Cup, que é uma marca canadense, e o tamanho 2, porque eu já tenho mais de 30 anos e já tive bebê.

No primeiro ciclo eu ainda não tinha comprado o coletor, então usei absorvente externo. Mas assim que o segundo ciclo chegou eu já tinha estudado absolutamente tudo sobre o copinho, visto zilhões de videos e lido textos, estava com o copinho limpo e esterilizado, pronto para a ação. E antes do meu copinho chegar em casa eu já estava perdidamente apaixonada por ele. Cheguei a sonhar com ele, tamanha a empolgação e vontade de dar certo!

A minha relação com o copinho tinha que funcionar, porque se não seria uma grande decepção. Eis que depois de esperar mais de 40 dias - o ciclo mais longo que já tive na vida - a segunda menstruação pós-baby finalmente desceu. Fui inserir o copinho usando a dobra punch-down. O coletor tem a boca larga, seria difícil colocá-lo dentro da vagina sem dobrá-lo antes. Existem várias dobras e cada mulher tem uma dobra preferida. Algumas dobras tem o ponto de inserção menores, como é o caso da que eu escolhi, acho que isso facilita pra colocar.

Foi difícil mas consegui! Ele ficava me incomodando um pouco mas pensei que fosse normal. Tive um pouco de vazamento em um dia, me machuquei tentando colocar e tirar, alguma coisa me incomodava, mas ainda assim amei usar o coletor e dizer adeus ao absorvente comum.

No segundo ciclo com o coletor resolvi cortar a haste. Ela serve pra facilitar a retirada, mas não é tão necessária assim. Eu já tinha lindo que se o colo do útero fosse menor a haste poderia machucar. Mas eu achava que meu colo era alto. Depois vi que ele é médio na verdade. E também passei a usar a dobra meio-diamante, que é um pouco mais trabalhosa pra fazer, mas perfeita pra mim. Pronto! Nesse ciclo eu finalmente acertei tudo! Zero vazamento, mais fácil colocar, eu ouvia e sentia o coletor abrir dentro de mim e formar o vácuo, nada me machucava. Cheguei a esquecer que estava sangrando.

No terceiro ciclo com o coletor passei a dormir sem calcinha. Pensa na liberdade que um simples copinho pode nos proporcionar? É muita alegria e muito amor por ele!

Antes de usar o copinho menstruar pra mim era quase um castigo. Me deixava mal humorada, era uma dificuldade pra fazer coisas simples, como viajar e ir pra piscina. Eu nunca tinha gostado de usar absorvente interno, então ir pra praia durante "aqueles dias" era complicado. Já com o copinho eu passo até 12 horas sem precisar de tirá-lo, o que é fantástico durante uma viagem longa. Eu já fui com o coletor pra piscina, praia, fiz aula de zumba, andei a cavalo, viajei trechos longos de avião, e tudo isso sem pensar que eu estava menstruada. Desde que adotei o coletor, em quase todas as viagens que fizemos eu estava menstruada.

Pra mim a primeira principal vantagem do coletor menstrual é o fato de ele ser muito mais higiênico. Com o absorvente externo o sangue fica do lado de fora da vagina em contato com o ar, o que causa mal cheiro depois de um tempo. Além disso esse sangue fica em contato direto com a vulva da mulher, o que pode causar coceira. Trocar toda hora nem sempre é possível, então fica aquele troço fedido e que dá coceira ali em contato com sua pele. E o coletor ainda mantém a umidade natural do nosso canal vaginal. Hoje eu não consigo mais me ver usando absorvente comum. Acho muito nojento!

A segunda grande vantagem é o fato dele ser ecologicamente correto. Em cada menstruação são vários absorventes que vão pro lixo e o copinho pode ser utilizado por até 10 anos. É muita economia de material e de dinheiro também. Por mais que seja bem mais caro que os absorventes comuns, se ele for bem cuidado gera uma economia financeira a longo prazo. Taí a terceira vantagem, a do bolso!

Algumas mulheres relatam que o uso do coletor causa uma diminuição na quantidade do fluxo. Eu não sei se isso é verdade mesmo. Talvez seja porque o sangue espalhado em uma superfície reta pareça mais abundante que dentro de um recipiente. O fato é que comigo isso aconteceu. Quando eu usava modes, parecia que meu fluxo era como uma caudalosa cachoeira, e hoje eu vejo que ele é pouco. Tanto que eu não preciso de trocar mais que a cada 12 horas. Mesmo no dia de maior fluxo, o coletor dá conta do recado lindamente trocando só duas vezes por dia.

Pra quem quer saber mais, entre no grupo do facebook. Lá tem muitas informações, como onde comprar, como colocar e tirar, como limpar, artigos científicos, tudo isso aqui: Coletores Brasil. No youtube há muitos vídeos sobre o copinho, vale a pena ver principalmente os que mostram as diferentes dobras.



No dia de fluxo menstrual mais intenso, zero preocupação com menstruação









11 comentários:

  1. Vou comprar o meu copinho!!! Já vou deixar guardado por aqui.
    Só leio gente apaixonada por eles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari é o que a minha ginecologista me disse, que todas as suas pacientes que usam amam. Compra sim!

      Excluir
  2. Arrasou! Morro de vontade de experimentar! Já tinha lido em alguns blogs sobre e todas azamigas passam por essa adaptação inicial até chegar no encaixe ideal. E outra coisa: como serve pra conhecer nosso corpo! Veja a sua observação sobre a altura do seu colo!
    Depois que Lucas nascer e a danada da menstruação chegar novamente, vou experimentar!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Experimenta sim, Naty! Você vai amar, como eu.

      Excluir
  3. Rita, tenho a maior curiosidade mas nunca comprei...você é a segunda pessoa que ouço falar maravilhas do copinho...vou pesquisar mais! Ainda não entendi como ele fica...eu deixo lá até a menstruação acabar? Tô tentando visualizar....rsrsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Myriam, você pode ler mais a respeito no grupo do facebook. Vale a pena demais usar! O coletor fica dentro da vagina coletando o sangue. Ele deve ser retirado e lavado a cada 12 horas pelo menos. Algumas mulheres de fluxo super intenso tiram a cada 4 horas por exemplo. Enxagua e coloca novamente. Fica assim até o fluxo acabar. Acabou, higieniza, guarda e só usa no próximo ciclo. Simples assim!

      Excluir
  4. Sou louca pra usar.
    Mas to usando anti de uso contínuo, então por enquanto não é necessário
    Mas assim q parar com esse anticoncepcional, irei entrar pro time do copinho.
    Só leio vantagens sobre ele.
    Ah,tava com saudade dos seus posts

    ResponderExcluir
  5. Sou louca pra usar.
    Mas to usando anti de uso contínuo, então por enquanto não é necessário
    Mas assim q parar com esse anticoncepcional, irei entrar pro time do copinho.
    Só leio vantagens sobre ele.
    Ah,tava com saudade dos seus posts

    ResponderExcluir
  6. Isso se chama viver
    Rita, vc confia na água de toda torneira?
    Tipo... Eu levaria minha água comigo caso tivesse usando.
    Se a mulher calcula que irá embarcar e desembarcar tal hora e se mesmo estando dentro das horas que vc se programa para esvaziar e por acaso acontecer um vazamento, a mulher precisa retirar, esvaziar e voltar a por.
    Acho os absorventes (modes, como vc diz!), rsrsrsrs detestáveis, minha vizinha queimava na lareira, aff, moria e morro de nojo.
    Empacoto bem empacotadinho antes de descartar!
    Bjs para ti e sua fofa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marie! Eu já troquei o meu copinho no banheiro de aeroporto e de restaurante, tranquilo, confiei na água numa boa. Inclusive aqui na Gringa toda torneira tem água quente, então sempre uso a quente pra enxaguar. Em avião eu não confio na água nem pra lavar a mão. Sempre passo um alcool em gel depois de lavar as mãos no avião. Eu nunca precisei de limpar o coletor dentro durante um voo, porque troco antes de embarcar. Vazamento eu só tive no primeiro ciclo. Se colocar direitinho e formar o vacuo não vaza. Agora, tem mulher que tem o fluxo muito intenso, nesse caso acho que vale a pena ter uma garrafa de agua mineral num voo por exemplo.
      Beijos

      Excluir

Leu? O que achou? Deixe aqui seu comentário, que logo eu respondo. Para ver a resposta não se esqueça de marcar o quadradinho Notifique-me, em baixo.