16 de fevereiro de 2016

Vejo que você está crescendo quando...

Liana,

Hoje eu reparei que eu nunca escrevi pra você. Eu sempre escrevo sobre você, mas hoje quero te dizer o quanto você está crescendo e isso me deixa muito orgulhosa da pessoa que você está se tornando. Mas fico com uma pontinha de uma tristeza saudosa, uma vontade de ter você bebezinha pra sempre. As vezes fico olhando pra você por muito tempo pra guardar na memória como você é agora, porque sei que daqui a um dia você estará maior e terá aprendido a fazer coisas diferentes que não fazia antes. Se eu pudesse eu empalharia algumas versões pequenas de você e deixaria outra versão grande e crescendo.

A cada dia eu me deparo com provas que você está crescendo:
  • Hoje mais cedo quando você me abraçou pelas costas e riu a gargalhada mais gostosa do mundo.
  • Ontem a noite você rasgou sem querer uma página do livro preferido do seu pai e disse "Oh noooo!!!" do jeito mais sincero e lindo que alguém poderia dizer.
  • Ontem a tarde quando você foi ao banheiro sozinha, sem eu nem perceber, tirou a calcinha, sentou no penico e fez xixi. Eu só notei quando escutei o barulho da água caindo e quando cheguei lá você me disse "papai". Então você pegou o penico e foi mostrar pro pai toda orgulhosa.
  • Durante esse inverno você teimou várias vezes em colocar uma sandália e depois de eu explicar que está frio você entendeu e escolheu uma bota quentinha. 
  • No fim de semana você parecia uma pequena adulta comendo guacamole apimentada que fizemos juntas. 
  • E quando você molha o pão na sopa, eu morro de amor!
  • Também tem quando você sopra a sua comida que está quente e espera ela esfriar.
  • Muitas vezes quero ficar te beijando e abraçando mas é você que decide quando quer ou não esse carinho.
  • Na sexta feira pegamos o metrô juntas e você se sentou ao meu lado, toda comportada e ficou sorrindo feliz por ter a oportunidade de se sentar no banco como uma pessoa grande.
  • Nesse mesmo dia quando você tirou a sua soneca eu olhei como você estava toda esticada dormindo na sua cama e reparei como você está grandona.
  • Nas últimas semanas você tem andado distâncias longas a pé. Apesar do frio você caminha toda destemida, por vários quarteirões até ver um cachorro e me dizer "au-au" e sorrir.
  • Nessas nossas andanças quando você cai, fala "opa", se levanta limpando as mãozinhas uma na outra e segue em frente. 
  • E quando você encontra um graveto no caminho você faz questão de pegar e se não consegue carregar você o arrasta com uma determinação que me deixa encantada.
Minha filha, muita gente fala horrores sobre o "terrible two" e eu estou achando muito linda essa fase que você está vivendo. Não tem nada de terrível em você estar se tornando um ser mais independente e autônomo, que tem suas preferências e vontades, e que adora explorar as coisas ao seu redor.

Quando você nasceu eu te achei o ser mais lindo do mundo, mas com 3 meses de vida eu percebi que você era ainda mais linda. E com um ano você ficou mais bonita. E agora com 1 ano e 8 meses você está ainda mais charmosa. Pode continuar crescendo, minha filha. Cresça em idade, sabedoria, tamanho e inteligência. O meu amor por você vai só aumentar também e a gente vai aprendendo juntas cada detalhe excitante sobre as novas fases da sua vida.

E a cada mês eu vou voltar e ver as fotos antigas e me lembrar de cada versão linda da Liana em tamanhos menores.

Uma versão pequena da minha Liana

15 comentários:

  1. Que lindo texto! me emocionei de verdade e junto com os detalhes do desenvolvimento da sua princesa fiz mentalmente a retrospectiva do desenvolvimento da minha Malu!

    E que elas continuem crescendo lindamente!

    Beijos em vocês duas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Ju! Escrevi com o coração :)

      Excluir
  2. Menininha do meu coração Eu só quero você A três palmos do chão Menininha não cresça mais não Fique pequenininha na minha canção Senhorinha levada Batendo palminha Fingindo assustada Do bicho-papão (Toquinho)
    Acho linda esta primeira parte da música. Mas, como você, também tenho mais o desejo dar os empurrões para a minha abelhinha criar asas e voar. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amo Toquinho! Elas vão voar com ou sem o nosso querer, né?! Então melhor a gente ajudá-las pro voo acontecer da melhor forma possivel.

      Excluir
  3. Oh meu Deus não posso com esse texto ♡
    É tão bom e ao mesmo tempo dá um aperto no peito ve-las crescendo tão rápido, deixando de ser bebês né?
    Bjos nas duas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como tudo na maternidade, Lalah: uma confusão de sentimentos antagônicos.

      Excluir
  4. Lindo, Rita!!!
    E linda sua menina crescendo! <3

    Sabe que eu achava que ia "sofrer" da falta da minha bebéia, mas na verdade tb tô amando demais cada nova fase e conquista!! Continua ficando melhor a cada dia!!

    Beijos em vcs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gabi, será que faz diferença o fato de ter outro bebê a caminho, no seu caso, e pra mim de eu ter o plano de fazer um bebê em breve? Imagino que quando chegarmos no quarto filho aí sim a gente vai ter uma tristeza em saber que não terá outro bebê mais. (quarto foi brincadeirinha, rs!)

      Excluir
  5. É gostoso de mais, né?
    Ouso dizer que é melhor que ter um bebezinho, porque eles são tão interativos...

    Lindo texto, linda a Liana com esses olhinhos expressivos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari, cada fase tem a sua beleza. Eu gosto demais da interação que temos com a Liana hoje, mas sinto uma saudade de ter um bebezinho pequenucho :)

      Excluir
  6. Eles são incríveis. Me dediquei totalmente e agora vendo meu bb um gigante amaria ter outro, outros dois!

    ResponderExcluir
  7. Que lindo, Rita!!! Sua bebê está cada dia mais fofita!
    Também não me assustei com os terrible two, nem os three, nem os four... Se olharmos dessa forma, o tempo passa rápido e perdemos a oportunidade de aprender com os filhos a arte da liderança, aquela que você consegue através do diálogo e do respeito. Se a sua for como a minha, todos os dias me exercito para tentar convencê-la do que acredito ser o melhor pra ela. Ser mãe é aprender todos os dias sobre si mesma, é desenvolver a arte de conquistar autoridade através da paciência.
    Ei, você lembra de mim? Sou a Sílvia, do "Cadê meu tempo?" Hoje, tirei uma folguinha para visitar os bloguitos queridos que eu sigo, mas que dei uma sumida.
    Gostaria de dizer que estou de volta e se quiser me fazer uma visitinha, será muito bem-vinda.
    Beijos!
    http://silviafernanda.art.br/blog

    ResponderExcluir
  8. Liana tá muito linda!!! E é muito bom quando a gente para pra prestar atenção em todas essas mudanças que acontecem num piscar de olhos...e que bom que os terrible 2 não estão sendo traumatizantes...hahahahahahahaha...lembro das birras do Dan mas não eram assim horrorosas...hoje ele está bem mais desafiador no auge de seus 5 anos! hahahahaha...é argumento que não acaba mais..

    ResponderExcluir

Leu? O que achou? Deixe aqui seu comentário, que logo eu respondo. Para ver a resposta não se esqueça de marcar o quadradinho Notifique-me, em baixo.