28 de agosto de 2014

O dia mais difícil com a Liana

Quando me perguntam se a Liana é uma bebê boazinha eu sempre digo que sim, mas que ela tem seus momentos ruins. Acho que é assim com todos os bebês. Aliás, com todos os seres humanos. Se me perguntam se ela dorme bem a noite respondo que sim. Ela dorme 3 horas seguidas em média, mas algumas noites são ruins, quando ela acorda a cada 1 hora, e já aconteceu de ela dormir mais de 5 horas seguidas. Eu sei que muitos nenéns por aí dormem muito mais que ela, mas eu não reclamo. Sei que antes de ela entrar na faculdade irá dormir a noite inteira. :)

Assim tem sido os nossos dias e noites, uns melhores e outros piores. Sei que tudo tem o seu momento e que a Monstrinha tá crescendo, tudo muda muito todos os dias. Tenho uma teoria que formulei nos últimos dias: se um dia (ou noite) foi muito melhor que a média, o seguinte não será tão bom. E se um dia (ou noite) foi muito pior que a média, aguarde que o próximo será melhor.

Hoje quero contar como foi um dia muito ruim, o pior que já tive com a Liana, o dia que eu chorei com ela chorando no meu colo. Pra isso vou começar contando como foi o dia anterior.

Uma colega do Brasil estava aqui em Boston com mais 2 amigas brasileiras e eu, maridex e Liana fomos passear com elas. Era um domingo lindo e ensolarado, nos encontramos com elas no início da tarde e ficamos passeando até 9 da noite. Andamos muito, lanchamos, andamos mais, conversamos, jantamos e durante todo esse  tempo a Monstrinha quase não dormiu, estava super alerta, sorridente, mamava no peito enquanto eu caminhava, trocamos a sua fralda até no meio da calçada e ela estava linda e contente. As meninas ficaram encantadas com ela, em como ela é boazinha, quase não chora, é tão alerta e fofa.

No dia seguinte 2 das meninas foram fazer um passeio de barco e como a minha colega não quis ir, eu e Liana a acompanhamos num passeio ao Museu de Finas Artes de manhã. No início estava correndo tudo bem, a Liana chegou a cochilar no sling enquanto eu caminhava. No museu tudo ainda estava tranquilo, mas a Liana não dormiu lá. Saímos do museu para almoçar e ela começou a ficar muito agitada, não queria peito, chorava. Antes de irmos a um restaurante japonês eu consegui amamentar um pouco e ela se acalmou. Durante o almoço a agitação recomeçou. Eu ainda não tinha terminado de almoçar e tive que ficar de pé balançando a Liana. Era o único jeito para fazer ela parar de chorar. Fui ficando nervosa, afinal sempre achei muito chato estar num restaurante e uma criança ficar chorando. E agora essa criança chorona era a minha, e eu não conseguia fazer ela se acalmar. Peito ela rejeitava, e chegou um momento que nem balançá-la de pé resolvia. Paguei a minha conta rapidamente e corri, ou quase fugi do restaurante.

Fiquei na calçada esperando a minha colega sair. E ela demorou muito. Eu já estava desesperada, não sabia mais o que fazer. Depois de almoçar eu deveria encontrar o maridex pra irmos juntos fazer o pedido do passaporte americano da Liana. Mas daquele jeito não daria. Eu estava desesperada e liguei pro maridex, pedi pra ele nos encontrar lá para ele me ajudar e só depois que ela melhorar irmos resolver o passaporte. Assim que eu desliguei o telefone uma guarda de transito veio conversar comigo. Ela foi um anjo que Deus mandou pra me ajudar. Bom, é assim que eu penso, mas com certeza o dono do carro que ela tinha acabado de multar por estar estacionado irregular não pensa assim.

Ela me cumprimentou, olhou pra Liana e conversou com ela, disse que ela era uma bebê linda, que ela se parecia muito comigo, que ela não precisava de chorar. Neste momento eu quase chorei e a Liana parou de chorar, até sorriu para a mulher. Ela não ficou mais que 2 minutos conosco, mas foi tão bom, porque ela conseguiu nos acalmar até a minha colega  finalmente sair do restaurante. Eu a agradeci muito, e até hoje me emociono ao lembrar dela e da grande ajuda que ela me deu, talvez até sem perceber.

Como o maridex trabalha bem perto do local onde estávamos, rapidamente ele chegou. A minha colega ficou numa loja de departamento onde encontraria as suas amigas, maridex carregou a Monstrinha no colo enquanto fomos na agência de correios pra fazer o pedido do passaporte. Lá chegando a Liana mamou e dormiu nos meus braços. Voltei pra casa com ela e maridex voltou pro escritório.

Eu pensei que a Liana iria continuar calma no resto do dia, descansando, mas foi entrar em casa que ela se agitou novamente. Ela chorava e gritava. Eu que já estava muito abalada não aguentei, chorei junto com ela. Dei chupeta e ela não quis, peito não funcionava. Medi a sua temperatura e estava normal. Novamente pedi ajuda ao maridex, que saiu mais cedo do trabalho para acalmar as suas 2 choronas desesperadas.

Depois de muito carinho a Liana acalmou, dormiu no meu colo e foi pra cama. Nessa noite, depois de todo choro e ranger de gengivas, ela dormiu por 7 horas e meia. Ela nunca tinha dormido tanto em toda a sua vida fora do útero! E você que está lendo pode pensar que pra mim foi uma boa noite de sono, mas não. A  verdade é que eu acordava apreensiva a cada meia hora esperando pelo momento de ela acordar e querer mamar. E depois de 5 horas sem amamentar meus peitos encheram de leite, ficaram duros como pedras e doloridos. Tive que levantar, ordenhar os 2 peitos e fiquei acordada até que a Liana acordou pra mamar. Até pensei em acordá-la, mas eu preferi esperar porque sabia que ela estava muito cansada e que como ela está crescendo muito bem não precisa de ser acordada pra mamar.

Fico pensando se tudo isso foi um pico de crescimento ou desenvolvimento, se foi cólica, ou simplesmente cansaço. Difícil saber com certeza, talvez tenha sido tudo isso junto e combinado. Aqui na Gringolândia eu ouvi diversas vezes que ser mãe é viver dias longos e anos curtos. Deve ser mesmo. Ontem a minha filha completou 3 meses. Como passou rápido! Essa é a minha impressão, mesmo eu tendo vivido dias e noites bem longos.

Os dias difíceis são superados quando eu vejo este sorriso lindo da minha filha

36 comentários:

  1. Que moça que ele tá, lindona!!!!
    Não foi o salto das 8 semanas? Lembro que sofri num tanto...

    Sobre a hora de dormir...também não entendo tanta luta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari, as vezes acho que a Liana tem tantos desses saltos que é impossível prever como ela vai estar num dia. Mas ela tá linda mesmo! E o Ravi também!
      Beijos

      Excluir
  2. Rita como eu disse amo ver fotos de bebes, e nesse de Liana com esse sorriso lindo acabo sorrindo com ela, acredito que realmente, pra você como mãe é compensador.
    Quanto a esse dia, realmente, acho que foi um pouco de tudo que você falou, cansaço, pico de crescimento, cólica e vai saber o que mais um bebezinho pode sentir ne?! Tomara que vocês não tenham mais muitos dias como esses.
    Bjus e não demora pra voltar não, ficamos com saudades.
    http://seraquevousermae.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mima! Sei que virão sim mais dias como esses, mas ser mãe é isso aí! Beijos!

      Excluir
  3. Nossa, bate um desespero nessas situações, me não saber o que fazer. E nossa ansiedade acaba piorando a situação. Vc vê que a guarda-anjo que apareceu passou tanta serenidade, que resolveu! Mas essas são descobertas nossas, que precisamos viver pra entender como funciona. E um marido que nos socorre é fundamental!
    Bjs nas duas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Naty, a ansiedade é mesmo foda! Mas se nos acalmamos logo o bebê se acalma também.
      Beijos!

      Excluir
  4. Nossa, q pena um dia assim...
    Fui catar nas lembranças se vivi algo igual, mas eu acho q foi cansaço!
    O bb de minha amiga tbm respira fundo, sobe os ombros e solta tudo em forma de choro gritado com apenas dois meses, primeiro achei graça, fiquei imitando... depois deu muita pena de minha amiga, nada fazia o bb calar e ela desesperadona, foi arrastando no carro e correu pra casa pra se sentir em órbita.
    Que bom q passou e seu raciocínio, sua cronologia com os fatos é mesmo genial. Um dia bom, outro menos, faz perecer profético ou acritável pois no fundo é como um ciclo q muda sempre.
    Creio q dps passa e fica tudo só sorrisos assim lindos e banguelas.
    Tá liiiiinda.
    Uma cutecute!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marie, é mesmo um ciclo! Vai mudando tudo , mas nosso amor por esses banguelas só cresce!
      Beijos

      Excluir
  5. Oiee rita que saudade de passar por aqui
    menina a Laura já fez dessa também e acho que foi de canseira
    foi agito, parentes, todo mundo pegando ela no colo
    e a coitadinha não dormia antes da meia noite
    e ela dorme as 9 sempreeeeeeeeee
    foi janta na sexta sábado e domingo era o batizado dela ainda
    mas depois que passou tudo isso
    ela descansou bem e voltou ao normal
    elas tão pequenininhas mas ja tem a rotininhas dela né
    bjãooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agueda, com essa multidão de gente perto, não deixando a mãe e a bebê descansar dá nisso mesmo.
      Beijos pra você e pra Laura!

      Excluir
  6. Rita querida, um sorrisão lindo desses supera mesmo todos os dias difíceis!!! Até eu estou estou sorrindo de orelha a orelha vendo essa a fota da tua princesinha com esse sorriso mais lindo!!!! Bjos!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lyanna, daqui a pouco será você, enfrentando os dias difíceis e amando, amando muito com todas as suas forças!

      Excluir
  7. Que lindaaa! Acho que pode ter sido cansaço mesmo!

    ResponderExcluir
  8. Que menina linda não vejo a hora da minha Stella chegar para poder ver o sorriso dela.
    Quanto ao que aconteceu pode ser tudo que vc falou, ou somente um dia ruim, todos nós temos sua filha também vai ter, mas é bom pensar que, como vc disse, melhores seguirão.

    Bjoos

    omundinhodaday.blogspot.com.br

    P.S: não consigo seguir seu blog, deve ser algum problema no Google :/ Mas sempre passo por aqui

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dayanne! Não sei o que é o problema, provavelmente do site... Já vou te visitar também. Beijos!

      Excluir
  9. Oi Rita,

    Existem dias e dias, antes fazia um check up geral...examinava o pequeno de cabo a rabo....mas com o tempo comecei a ver que como nós para eles também existem bons e maus dias. Menina, não é fácil!!!! Crise de choro...tive mais de uma com certeza!!!!

    Bjocas e tudo de bom!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chica, é bom checar pelo menos a temperatura, mas muitas vezes é só cansaço, um mal dia. É como se diz no Brasil: padecer no paraíso, não é mesmo?!

      Excluir
  10. Ah, que linda e gostosa ela ta!!!

    Nunca vou esquecer meu primeiro dia difícil assim... Cecília tinha um mês e pouquinho e marido foi fazer tatuagem - ficou mais de 12 horas fora de casa, eu pela primeira vez tanto tempo sozinha com ela e começa esse chororô sem explicação e que não para por nada! Chorei junto tb!!

    Ainda bem que vc teve o maridex pra te socorrer e que depois de uma boa noite de sono o dia seguinte é sempre melhor!!!

    Beijo em vcs!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gabi! Esses dias difíceis nós teremos até o fim, mesmo quando Liana e Cecília estiverem adultas, rs!
      Beijos

      Excluir
  11. Nossa que fofura que a Liana esta!

    Como é desesperador essas crises de choros, sei bem como é e como chorei com o Lucas, principalmente quando era as terríveis cólicas. Mas esses dias nos ajudam a fortalecer e vai ter dias que esse chororô irá começar e você lidará com muita tranquilidade, pois isso é muito importante na hora do choro!
    Força na peruca kkkk.. isso passa logo e faz parte!

    Beijos Rita

    http://doceviida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Força na peruca sempre, Adrielle! Beijos!

      Excluir
  12. Tem dias que são fogo esses dias meu bb ficou doente ele chorava feito loco e eu com pressa para leva lo ao medico não achava nada careteira roupas chaves do carro ai me desesperei choreiiiiiii largada com ele no colo chorando junto marido mais centrado me ajudou e conseguimos sair de casa mais Deus esta conosco nada e tão facinho tem dias panks mais dias perfeitos bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elaine, ainda bem que seu marido estava mais centrado e conseguiu agir! Beijos!

      Excluir
  13. Rita, que linda ela está!! Bom, acredito que foi cansaço e possivelmente muito tempo fora de casa. Todas as vezes que passei tempo demais fora, Dan fez birras homéricas e eu passei entender a mensagem. Até hoje Dan não é fã de passar muito tempo fora da rotina e de casa..tanto que quando viajamaos, episódios de birra são muito frequentes. Que bom que ela dormiu e se acalmou, Rita! Um soninho desses recupera!! Bjão!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Myriam, ter rotina é tudo de bom, mas quebrá-la é necessário as vezes, ainda mais pra nós que gostamos de viajar. Beijos!

      Excluir
  14. Rita passei por muitos dias como esse e aqui era sempre cansaço, Lolo puxou a mim que detesta sair da rotina e sempre que íamos a algum lugar com ela eram esses espetáculos.
    quarta que foi meu níver ela foi dormir super tarde, agora só não tem mais choro mas as crises de "não quero dormir e sim ver o movimento" ainda prevalecem !

    Mas esse sorriso lindo?? Vale muito a pena!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Nossa Rita, estou me preparando para essa coisa de dias bons e ruins, sou muito nervosa, tenho medo de perder o controle, mas Deus vai me dar a paciência e calma necessária.
    E esse sorriso?! Lindo demais.
    Bjus***

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thalita, se prepare mesmo, durma, descanse e tome banhos longos agora, porque depois... game over, rs!

      Excluir
  16. Como deve ser difícil pra mamãe ver seu bebê chorando,agitado(a) mas ainda bem que tudo se ajeita,resolve .E esse sorriso da Liana uma gostosura.

    ResponderExcluir
  17. Rita, o Thomas ficou igualzinho quando fez 3 meses!
    parece q vira uma chavinha e olha, ele ficou mesmo umas boas 3, 4 semanas assim, depois passou!
    tem quem não acredite em picos de crescimento, mas eu acho q eles existem SIM!
    Tenha paciência, calma que tudo passa! ;-)
    bjoks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol, é claro que os picos de crescimento/desenvolvimento existem, e como! Geralmente na Liana essas fases ruins não passam de 2 dias. E tudo depende também de ela descansar mais ou menos durante o dia.

      Excluir
  18. Que linda a foto! Abeille também passava (passa ainda, mesmo com um ano e meio) momentos instáveis. Acho que até eles aprenderem a falar o que sentem, vamos sempre ficar na dúvida, né? Mas é isso. No momento seguinte abrem um sorriso e acaba-se nosso cansaço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poi é! Quando a criança começa a falar e se expressar tudo fica mais fácil, pelo menos podemos saber qual é o problema. Beijos!

      Excluir

Leu? O que achou? Deixe aqui seu comentário, que logo eu respondo. Para ver a resposta não se esqueça de marcar o quadradinho Notifique-me, em baixo.